Apoio Internacionalista ao Apelo de Solidariedade dos Sindicatos com os Refugiados

ΠΑΜΕ_ΚΛΑΥΘΜΩΝΟΣ(7)_05 6F395CB5640D4A809D7E3CCA003BEFFC ΠΑΜΕ_ΚΛΑΥΘΜΩΝΟΣ(7)_04 B85BEE3CE8504D1A924637CE47113621 ΠΑΜΕ_ΚΛΑΥΘΜΩΝΟΣ(6)_18 A0AB98D1088F434290202D92151FE572 ΠΑΜΕ_ΚΛΑΥΘΜΩΝΟΣ(6)_15

RESOLUÇÃO

Apelo dos Sindicatos à Solidariedade e Apoio
Aos Refugiados e Migrantes

Nós, organizações sindicais que vivemos diariamente as privações e problemas que os refugiados sofrem, nós tomamos a iniciativa de apelar à acção e mobilização massiva dos sindicatos e dos trabalhadores, em Solidariedade com os migrantes e refugiados.

Os refugiados e migrantes foram expulsos das suas casas pela máquina genocida dos Estados Unidos-NATO-União Europeia e pelas guerras que esta causou na Síria, Ucrânia, Médio Oriente e África. Eles organizam a intervenção imperialista e minam e obstruem o direito dos povos a decidir por si mesmos o seu presente e o seu futuro. Eles empurram para a migração e transformam milhões de pessoas em refugiados, com o objectivo de controlar os recursos naturais e as rotas de transporte.

Os refugiados na sua tentativa de escaparem às bombas que os matam nas suas próprias casas vêem sujeitar-se à opressão da União Europeia que os afoga no Mediterrâneo. A hipocrisia da UE e dos Governos dos seus Estados-membros foi provada uma vez mais na recente Cimeira da UE onde, apesar das suas lágrimas de crocodilo, eles decidiram:

  • Escalada da opressão contra os refugiados que vai levar à escalada da opressão contra o movimento popular.

  • Retenção da maioria de refugiados na Grécia, Itália e Espanha, etc contra a sua vontade.

  • Fortalecimento da FRONTEX.

Estas directivas vão levar ao aumento das mortes de migrantes nas fronteiras da UE e à escalada de problemas no acolhimento e nas condições de vida dos refugiados nos países receptores.

Para os poucos que conseguem sobreviver e chegar ao destino final, está a ser preparada a sua extrema exploração como mão de obra extremamente barata. Esta mão de obra barata que vai ser usada para criar novos lucros para o grande capital, vai ao mesmo tempo ser usada como pressão para minar os direitos dos trabalhadores em geral.

Estas políticas da UE e dos Governos dos seus Estados-membros vai ser usada como um pretexto para a acção das organizações nazi-fascistas como a Aurora Dourada na Grécia, Liga do Norte na Itália, Pegida na Alemanha, etc.

Nós organizações sindicais e Uniões Regionais dos Sindicatos das ilhas que recebem diariamente milhares de pessoas expulsas e refugiadas expressamos a eles uma vez mais a nossa firme Solidariedade. Desde o primeiro dia, nós estamos nos portos, nos campos de refugiados e onde quer que haja possibilidade de intervir para ajudar. Contudo, a continuação da escalada anti-refugiados da política da UE, mais a continuação das intervenções imperialistas, só vão resultar numa escalada do problema.

Nesta linha, nós tomamos a iniciativa de coordenar acções com os sindicatos da Grécia e de outros países, contra as guerras e intervenções imperialistas, que por um lado assassinam os povos e por outro expulsam centenas de milhares das suas casas.

Nós apelamos à acção militante e massiva dos sindicatos em cada país contra os Governos e as forças políticas que apoiam o massacre contra os povos. Contra os Governos como o do Syriza na Grécia que participa nas competições imperialistas, apoia a NATO e o Estado-genocida de Israel.

Nós apelamos à luta contra as políticas Anti-Refugiados da UE, que deram um impulso ao racismo e à xenofobia. Nós apelamos à luta em apoio do Movimento de Solidariedade que dará uma mão solidária aos Refugiados. Nós apelamos ao combate na nossa luta comum contra o Imperialismo e a Exploração.

As Organizações Sindicais que assinam esta Resolução exigem:

O fim das intervenções imperialistas dos EUA-NATO-UE

Nenhuma participação dos nossos países nas intervenções imperialistas e guerras

A abolição dos Regulamentos de Dublin, do Acordo de Schengen, do FRONTEX e de todos os mecanismos opressores da UE

NÃO às medidas opressoras da UE nas fronteiras

Reforço do pessoal e infraestruturas relevantes de socorro, registo, identificação, acolhimento, alimentação, cuidados de saúde e transporte seguro dos refugiados

Criação de instalações decentes para receber e acolher os refugiados e migrantes

ASSINADO POR:

União Sindical de Base (USB), Itália

Sindicato Operário dos Trabalhadores Migrantes, Rússia

Casa dos Trabalhadores, Irão

Federação Geral de Sindicatos, Síria

FECTRANS, Portugal

Juventude 3F, Dinamarca

Confederação Intersindical Galega (CIG), Galicia

Bloco de Esquerda, Áustria

Intersindical Valenciana, Valência

Federação de Sindicatos, Lugansk

Federação Geral de Sindicatos da Educação, Egipto

Internacional de Sindicatos dos Transportes da FSM

 

Uniões Regionais de Sindicatos de:

Agrinio (GRÉCIA)

Arta (GRÉCIA)

Dodecanese (GRÉCIA)

Zakinthos (GRÉCIA)

Thesprotia (GRÉCIA)

Kefalonia-Ithaka (GRÉCIA)

Larissa (GRÉCIA)

Lavrio (GRÉCIA)

Lefkada-Vonitsa (GRÉCIA)

Naoussa (GRÉCIA)

Lesvos (GRÉCIA)

Piraeus (GRÉCIA)

Samos (GRÉCIA)

Fokidas (GRÉCIA)

 

Federações de Trabalhadores de:

Construção Civil (GRÉCIA)

Têxteis (GRÉCIA)

Imprensa e Gráficas (GRÉCIA)

Industria Farmacêutica (GRÉCIA)

Contabilistas (GRÉCIA)

Indústrias de Alimentos e Bebidas (GRÉCIA)

Engarrafadoras de Bebidas (GRÉCIA)

Funcionários públicos de serviços regionais (GRÉCIA)

Pensionistas (GRÉCIA)

Fonte: PAME

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s