O significado da palavra PELEGO

CutpelegqIMG_9991PELEGAOOOOOOOOOOpelego2pelegadab1qf0f0xo1_500Pelegopelego (1)pelegadaCIAEGAJI

QUARTA-FEIRA, 29 DE FEVEREIRO DE 2012

Nesta postagem os leitores vão saber o que quer dizer a palavra PELEGO

O pelego, na sua forma denotativa, é o couro junto à lã retirado da ovelha para servir de assento ao cavalariano sem que este machuque o quadril no cavalgar, mas que não elimina o peso sobre o cavalo.

No sindicalismo, pelego é aquele “companheiro” que se desviou da verdadeira luta da categoria a favor da administração. É aquele sindicalista que, para ele, o trabalhador é sempre o culpado, o gestor não tem nada a ver com suas desilusões.

Com uma notoriedade imensa e um número vasto de filiados em todo o Brasil, os sindicatos são organizações sociais que têm como objetivo defender os interesses trabalhistas de suas respectivas categorias profissionais, sendo interesses particulares ou coletivos.

O termo pelego foi popularizado durante o governo de Getúlio Vargas, nos anos 1930. Imitando a Carta Del Lavoro, do fascista italiano Benito Mussolini, Vargas decretou a Lei de Sindicalização em 1931, submetendo os estatutos dos sindicatos ao Ministério do Trabalho. Pelego era então o líder sindical de confiança do governo que garantia o atrelamento da entidade ao Estado. Décadas depois, o termo voltou à tona com a ditadura militar. Pelego passou a ser o dirigente sindical apoiado pelos militares, sendo o representante máximo do chamado sindicalismo marrom. A palavra, que antigamente designava a pele ou o pano que amaciava o contato entre o cavaleiro e a sela, virou sinônimo de traidor dos trabalhadores e aliado do governo e dos patrões. Logo, quando se chamado de pelego, significava que a pessoa era subserviente, servil, dominada por outra, ou seja, capacho, puxa-saco, bajulador.

Mas como se pode definir esse trabalhador que se acovarda, que aceita tudo o que o patrão (governo) quer, sem contestar?

Pelego é o trabalhador que se deixa montar pelo patrão e/ou pelo governo; é o que não consegue reagir frente à humilhação e perseguição do opressor, é quem não luta por seus direitos por medo das consequências; é o pusilânime que se esconde atrás de desculpas esfarrapadas para justificar a própria covardia; o que não tem coragem de lutar, o(a) COVARDE, enfim, o que se esconde atrás daqueles que lutam, aproveitando da peleja alheia.
Pelego é aquele trabalhador que não sabe o significado da palavra solidariedade, o egoísta que não consegue ver nada além de suas próprias e momentâneas necessidades, é um defensor, incondicional, do gestor.

Fonte: Ufalsindical

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s