Solidariedade com os trabalhadores da Telecom grega FORTHNET

26032015wind
Legenda: Uma greve anterior da PAME no sector das telecomunicações.

Grécia – 28 de Dezembro de 2015

Nos últimos 5 anos, a Empresa de Telecomunicações Forthnet utilizou o despedimento de centenas dos seus trabalhadores de forma a cortar os salários e abolir os direitos dos trabalhadores. Os seus postos de trabalho têm sido substituidos pela subcontratação (outsourcing) de trabalhadores com salários mais baixos e vínculos laborais mais flexíveis. O sindicato dos trabalhadores na FORTHNET, que foi fundado em 2012, tem estado debaixo de constantes ataques pela empresa porque se opõe aos planos da empresa. Muitos dos seus membros fundadores foram despedidos por causa da sua acção sindical. Eles estão sob constantes táticas de intimidação, processos em tribunal e detenções. Durante o último mês a empresa FORTHNET escalou o seu ataque, despedindo dezenas de colegas, que estiveram a trabalhar através das empresas de subcontratação e além disso colocou em layoff mais três líderes sindicais.

A 2 de Dezembro, dois dias depois dos layoffs e um dia antes da Greve Geral Nacional, a empresa FORTHNET apresentou queixa contra o sindicato acusando-o de aceitar como membros trabalhadores independentemente do tipo de vínculo laboral. Especificamente os empregadores apresentaram queixa contra o sindicato por unir os trabalhadores da empresa-mãe com os trabalhadores das empresas de outsourcing. A empresa FORTHNET está a tentar controlar quem adere ao sindicato dos trabalhadores – para dividir os trabalhadores e para ser capaz de impor os seus planos anti-trabalhadores.

Os trabalhadores da FORTHNET mobilizaram-se em apoio do seu sindicato e responderam com uma acção grevista a 23 de Dezembro. Em 22 de Dezembro a empresa tentou intimidar os trabalhadores anunciando 8 novos layoffs. Os trabalhadores responderam com uma participação massiva na greve – mais de 80%.

A empresa FORTHNET está a representar os objectivos das multinacionais quando ataca a organização sindical de classe para dividir os trabalhadores, tirar-lhes os direitos sindicais e pagar-lhes salários de fome. É o dever de todos os sindicatos expressar apoio e solidariedade à luta do Sindicato dos Trabalhadores na FORTHNET e condenar a acção anti-sindical dos grupos económicos.

Fonte: PAME

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s