Manifestação Nacional da PAME na Grécia, sábado, Preparação da Greve Geral de 48 horas

FEV4de2016GGAthens 2 FEV4de2016GGathens 10 (9) FEV4de2016GGathens 10 (10) FEV4de2016GGneolaia (2) FEV4de2016GGneolaia (4) FEV4de2016GGneolaia (7) FEV4de2016GGathens 61

Manifestação Nacional na Grécia, Sábado, 13 de Fevereiro em Atenas

Se o governo se atreve a levar adiante o Decreto-Carniceiro

NÓS RESPONDEMOS COM UMA GREVE GERAL NACIONAL DE 48 HORAS

Operários e Camponeses Unidos

Uma só Voz-Um só Punho!

Nós podemos pará-los!

Paremos o Decreto-Carniceiro da Segurança Social!

Paremos a pobreza, a miséria e a destruição das nossas vidas!

Unidos, Fortes, com a fé de que a nossa luta é justa, nós podemos vencer!

Nós fortalecemos a Solidariedade em todos os lugares!

Os camponeses, que formaram bloqueios militantes por toda a Grécia, decidiram pelo seu comité coordenador e entre as suas iniciativas combativas, manifestar-se em Atenas contra o decreto do Governo contra a Segurança Social! Eles não estarão sozinhos!

A PAME apela a toda a classe trabalhadora da Grécia:

  • Que fez intermináveis sacrifícios por causa das consequências da crise dos últimos anos

  • Que é atacada pelo novo decreto da Segurança Social

  • Para que se mobilize, com todas as suas forças, com os camponeses pobres e que inunde Atenas com manifestantes!

Bloqueios às políticas do Governo Grego e da União Europeia!

Bloqueio à Destruição da Segurança Social!

Trabalhadores, jovens e desempregados, nós temos o dever e a responsabilidade de unir as nossas forças com os camponeses e os auto-empregados, com quem quer que sofra das políticas que nos estão a levar à falência, enquanto criam grandes lucros para os grupos económicos.

Unidos, Coordenados, Militantemente e com Orientação de Classe!

A luta dos camponeses pobres também é a luta dos trabalhadores! É a luta comum contra a política que apoia as grandes empresas e que requer que os trabalhadores e camponeses trabalhem até à velhice. Com pensões de fome e serviços de saúde limitados – menos que o básico. A mesma política que leva à falência os camponeses pobres e os auto-empregados, é a mesma política que impõe os salários de fome aos trabalhadores e desemprego aos jovens.

O Decreto do Governo não pode ser corrigido! Não há emendas possíveis! Ele não pode ser melhorado! Ele só pode ser retirado!

Quem quer que apoie a posição que pode haver emendas positivas através do “diálogo social” apoia as mentiras do Governo Grego!

A PAME apela às organizações sindicais, aos trabalhadores e à juventude para apoiarem a luta comum operária-camponesa. Juntos para desmontar a propaganda do Governo Grego, que usa dados fabricados, falsas esperanças e insulta o nosso combate e as formas de luta que nós decidimos através das nossas organizações de massas!

O grande sucesso da Greve Geral de 4 de Fevereiro, as manifestações da greve massivas em todas as cidades, os bloqueios militantes dos camponeses pobres por toda a Grécia e as ruas inundadas de gente revelam as capacidades que existem hoje para bloquear o novo crime do Governo contra a Segurança Social e de seguir adiante com novas reivindicações. A Greve revelou a grande arma do povo: a aliança de trabalhadores, auto-empregados, camponeses pobres, mulheres e jovens. O sucesso da greve geral demonstrou a força da aliança popular e o grande valor de fortalecê-la com palavras de ordem e reivindicações contra os nossos exploradores, contra os capitalistas, contra a União Europeia e os seus governos.

A PAME apela a lutas mais Militantes, mais Poderosas e em Formas mais Avançadas!

Para isolar organizações como a GSEE e a ADEDY (membros da confederação europeia amarela CES na Grécia) cujas acções estão a insultar a importância de aderir aos sindicatos e lutar! Eles são as vozes que reproduzem a propaganda da União Europeia, eles são um constante obstáculo na organização da luta e eles bloqueiam a informação aos trabalhadores!

Já pagamos bastante! Já sangramos bastante!

Agora o Capital e o Estado têem de pagar!

Nós não lhes vamos permitir que façam sabotagem da nossa luta!

É com determinação, luta organizada, organização em sindicatos e nos comités de trabalhadores e de greves, com a participação e contribuição de todos os trabalhadores na concretização das nossas decisões em cada sector e cada lugar de trabalho que está a força poderosa e inquestionável com que podemos bloquear e derrubar os planos do Governo (da burguesia).  Nós podemos colocar o Decreto do Governo sobre a Segurança Social no lixo!

Nós Temos o Poder de Pará-los!

A classe trabalhadora e os sectores populares podemos viver como merecemos! É por isso que nós não podemos retroceder nem um milímetro na nossa palavra de ordem “VAMOS BLOQUEAR O DECRETO-CARNICEIRO” que destrói a Segurança Social, retirem-no AGORA!

Nós temos o poder de aumentar a escalada da nossa Luta! Para criar uma sólida muralha popular de resistência! Uma frente unida e combativa que não pode parar! Se o Governo se atreve a trazer o decreto para a votação no Parlamento contra os protestos do povo,

NÓS RESPONDEMOS COM UMA GREVE GERAL NACIONAL DE 48 HORAS

Nós Vamos Levar o País a um Paralisia Total!

Fonte: PAME

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s