O que é a PAME (Livro da PAME)

10092016-10

O que é a PAME

A PAME é uma frente sindical. É aberta, democrática, unitária e procura ter entre os seus membros as forças mais activas e combativas do movimento sindical. Tem características pan-helénicas e foca em todos os sectores e profissões, no sector público e privado, sem excepções.

A PAME foi fundada em 3 de Abril de 1999, através de um Encontro Pan-helénico no Estádio da Paz e da Amizade, em Atenas, com a participação de 230 sindicatos, 18 federações e uniões regionais de sindicatos e 2500 membros eleitos dos sindicatos. Os sindicatos gregos mais activos são membros da PAME.

Estes são os sindicatos que continuam a avançar com a luta de classes e a luta pela abolição da exploração dos humanos por outros humanos.

A PAME, desde a sua fundação até hoje, manteve o seu carácter especial, por inteiro, como Frente Sindical de classe que se liga ao povo que luta, sem importar a partir de onde começaram a lutar, sem importar que filiações partidárias têm os lutadores e em quem votam.

Todas estas forças fizeram um acordo de seguir uma linha de luta contra o Capital, contra a União Europeia e contra o Governo. Além disso também fizeram o acordo de se opor ao imperialismo e às suas guerras.

A PAME luta sem ambiguidades pela Unificação e pela Unidade da Classe Operária. Ela tem por objectivo o agrupar e o activar de mais e mais operários e jovens empregados para o caminho do combate de classe, para o caminho do conflicto contra as forças capitalistas e contra as políticas anti-populares.

A PAME pretende lançar a luta comum e coordenada dos trabalhadores do sector privado, do sector público e do antigo sector empresarial do Estado. Ela pretende alcançar a luta comum dos trabalhadores sejam eles gregos ou migrantes. Só nesta base, na base da luta de classes e na base da abolição da exploração do homem pelo homem, pode a Unidade da Classe Operária se fortalecer.

A Unidade de que falam os sindicatos patronais e governamentais é a unidade em submissão, pela aceitação de estratégias opostas à classe operária e é uma caricatura da unidade.
A PAME está baseada no internacionalismo proletário e na solidariedade como princípios. Hoje em dia, nas condições contemporâneas de imperialismo dominante em que vivemos, a necessidade de coordenar com e trabalhar junto a movimentos de outros países é forte.

As forças Capitalistas, Sociais-democratas e Oportunistas estão coordenadas pelos mecanismos da Confederação Europeia de Sindicatos (CES) e pela Confederação Sindical Internacional (CSI). Estas duas organizações trabalham para e com o Capitalismo.

Enfrentando estas, a PAME toma parte activa nas tentativas de reconstruir um movimento sindical com orientação de classe na Europa. Nós organizamos com sucesso, em cooperação com outros sindicatos e sindicalistas, encontros europeus de sindicatos na Turquia, na Grécia, em França, na Itália e em outros países. Nós vamos continuar com estes esforços porque nós acreditamos firmemente que a situação negativa na Europa afecta negativamente o mundo inteiro. As dificuldades que os sindicatos enfrentam não são apenas baseadas na luta contra os capitalistas e os governos. O movimento sindical de classe tem de lutar também contra os grupos dominantes na CGT de França e nas CCOO de Espanha pelo seu jogo sujo no meio destas dificuldades.

Desde de 2000 que a PAME é membra da Federação Sindical Mundial (FSM). E em 2011 a PAME foi anfitriã do 16º Congresso Mundial de Sindicatos em Atenas, com a participação de mais de 800 sindicalistas de mais de 100 países.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s